NO SEU PRÓPRIO NEGÓCIO É ASSIM: VOCÊ ESCOLHE!


Seletividade progressiva. No começo, quem deseja se estabelecer por conta própria e formar uma boa carteira de clientes irá pegar quase qualquer serviço, vender quase qualquer coisa, atender quase qualquer cliente. Mas... com o tempo você poderá escolher concentrar-se no que mais gosta de fazer, no que faz melhor, e no que lhe dá maior retorno pessoal, profissional e financeiro. Seu fortalecimento como empreendedor lhe permitirá ser mais seletivo a cada dia: você poderá escolher melhor seus clientes, focando naqueles que lhe darão melhor retorno. No equilíbrio, você poderá se dar ao "luxo" de apenas topar esquemas profissionais que sejam do tipo ganha-ganha.

Agenda. Hoje, como funcionário, é assim: horário para entrar (sem horário para sair!), estar preso de segunda a sexta (no mínimo) ao endereço do escritório, ter de se deslocar até a fábrica (que fica a quatro horas de carro, ida e volta) para uma reunião de trinta minutos que poderia (você tem certeza disso!) perfeitamente ocorrer sem sua presença... Ufa! Essa desgastante dinâmica ficará no passado da vida de ex-funcionário quando você passar a atuar por conta própria. Você poderá, por exemplo, levantar-se um pouquinho mais tarde, se por acaso não estiver tão disposto naquele dia (sem problemas, depois será possível compensar).

Home office. Em certas ocasiões, senão sempre, você poderá ter a conveniência de trabalhar a partir de casa (às vezes de pijama, como eu mesmo ainda faço de vez em quando... risos). Poderá interromper o expediente para buscar as crianças na escola, e não precisará pedir permissão para marcar aquela (inadiável!) ida ao dentista. Você poderá até se dar a liberdade de escapar durante o expediente para comprar aquele ingresso de teatro sem fila, e ninguém olhará feio (ou pensará em sua demissão) por este “grave delito, que denota clara falta de profissionalismo”. Sua flexibilidade crescerá muito!

Liberdade! Trabalhando direitinho de segunda a sexta de manhã, o empreendedor poderá (talvez) até enforcar a tarde de sexta e sair antes do pico do trânsito para curtir o final de semana com a família na praia. Será possível ajustar a carga de trabalho a um nível mais razoável, calibrar melhor os horários de início e fim de expediente, encaixar pequenos compromissos pessoais e fazer curtas ausências necessárias.

Fériaaas! Talvez como empreendedor não dê para tirar trinta dias corridos de férias, mas, fracionando as ausências, pode ser que isso lhe renda bem mais de um mês inteiro por ano! Enfim, esse jeito mais livre, leve e solto de trabalhar será bem mais viável para quem quiser e puder atuar por conta própria!

*Prof. Marcos Silvestre | EKNOWMIX® Educacional - Coordenador do PROFE® Coopercredi ACSC Programa de Reorganização e Orientação Financeira e Empreendedora. Economista com MBA em Finanças (USP), atua como orientador de famílias e educador em empresas (Metodologia PROFE®). Comentarista econômico do Grupo Bandeirantes de Rádio e TV, é autor de "Os 10 Mandamentos da Prosperidade” e dirige o site www.educarparaprosperar.com.br.


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo