PERFIS DE EMPREENDEDORES: O ARTESÃO E O PEGA-LEVE


O artesão. Nosso mundo é muito competitivo e ágil. Nele, tudo o que é produzido deve demandar o mínimo de recursos e ficar pronto no prazo mais curto possível. Do contrário, a concorrência pode nos engolir! Por causa desse ritmo frenético, por vezes alguns detalhes têm de ser sacrificados em função de restrições de prazo e/ou custo. Isso costuma chatear muito o profissional com perfil de artesão, aquele que faz tudo com esmero, com carinho, até com um certo preciosismo.

A grande arte! O artesão é o “criador” que pega a lupa e gira sua “criatura” nas mãos de um lado para o outro em busca de imperfeições que irá corrigir, incansavelmente, até se dar por satisfeito, antes de colocar o produto – então impecável – na prateleira. As empresas costumam ter pouco espaço para pessoas com esse perfil (e acredito mesmo que isso seja uma perda para a humanidade). Para se firmar como empreendedor de sucesso, fazer caprichado será indispensável, mas será igualmente importante fazer mais rápido e barato, ainda que sacrificando um pouco o nível de detalhes. O excesso de capricho pode ser contraproducente, algo que o artesão não costuma aceitar... e o cliente dele também não!

O pega leve. A vida no mercado corporativo não é fácil. As jornadas de trabalho são longas, pressões vêm de todos os lados, tarefas se acumulam, há dias (às vezes semanas e meses!) que parecem nunca chegar ao fim. Mas, cá entre nós: tem gente que não aguenta sequer carregar uma formiga nas costas sem reclamar! Não creio, em absoluto, que esse seja seu perfil, nem poderia ser: se a vida de funcionário pede responsabilidade, a vida de patrão chama responsabilidade em dobro! Em seu negócio próprio, por causa da estrutura enxuta, os desafios virão todos para cima de você, ao menos no começo.

Compromisso! Sim, como empreendedor, ao invés de funcionário, você terá o poder de escolher a melhor hora e a melhor forma de fazer as coisas, mas não poderá deixar de entregar o prometido, e isso talvez signifique ter de ir bem além do imaginado em determinados momentos. Como se não bastasse, durante todo o processo você precisará manter a calma, a paciência e o equilíbrio, pois sem essas virtudes seu negócio não decolará. Afinal, quem simplesmente quiser "sombra e água fresca", deverá procurar uma árvore plantada na beira do riacho, não um negócio próprio.

Prof. Marcos Silvestre | EKNOWMIX® Educacional

Coordenador do PROFE® Coopercredi ACSC

Programa de Reorganização e Orientação Financeira e Empreendedora

Economista com MBA em Finanças (USP), atua como orientador de famílias e educador em empresas (Metodologia PROFE®). Comentarista econômico do Grupo Bandeirantes de Rádio e TV, é autor de "Os 10 Mandamentos da Prosperidade” e dirige o site www.educarparaprosperar.com.br.